Pesquisar

Governança e Gestão de TI

Início > Justiça acreana investe em novos equipamentos e atualização do seu parque tecnológico

Justiça acreana investe em novos equipamentos e atualização do seu parque tecnológico

 05.06.2024 |  GaleriaNotícias |  DITECModernização do JudiciárioNovos equipamentosTecnologia da InformaçãoTJAC

O investimento não apenas modernizará o parque computacional do Judiciário acreano, mas também marca o compromisso da gestão atual em priorizar a atualização tecnológica como parte fundamental da prestação jurisdicional

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) está em meio a uma significativa atualização de seu parque tecnológico, impulsionada pelo suporte de emenda federal concedida pela deputada Federal Jéssica Sales e com recursos próprios. Sob a orientação da Diretoria de Tecnologia da Informação (DITEC), foram adquiridos 550 computadores, 50 notebooks e 38 estações de trabalho, visando atender às crescentes demandas por agilidade e eficiência no sistema Judiciário.

A desembargadora-presidente, Regina Ferrari, tem se destacado pelo compromisso com o avanço da tecnologia da informação no âmbito do TJAC, reconhecendo-a como uma base indispensável para a contínua transformação digital em curso.

Além de cumprir as exigências de modernização elaboradas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a iniciativa visa preparar o Judiciário acreano para as crescentes exigências de sistemas de informação ágeis e eficazes. Isso inclui a capacidade de suportar processos de automação robotizados (RPA), painéis de Business Intelligence (BI) e inteligência artificial (IA), elementos cada vez mais essenciais no contexto jurídico atual.

As estações de trabalho foram estrategicamente adquiridas para equipar as áreas de desenvolvimento da DITEC, que demandam maior capacidade de processamento, evidenciando um investimento inteligente na infraestrutura tecnológica do TJAC.

A distribuição dos equipamentos será coordenada pela presidência do TJAC, com base em relatórios técnicos da DITEC que identificam as unidades com maior necessidade de substituição de equipamentos. Este investimento não apenas modernizará o parque computacional do Judiciário acreano, mas também marca o compromisso da gestão atual em priorizar a atualização tecnológica como parte fundamental da prestação jurisdicional.

 Texto e fotos: Claudio Angelim – estagiário sob supervisão | Comunicação TJAC

Compartilhe em suas redes

Pular para o conteúdo